Passear com Palavras em Passos de Poesias
Um dia, de repente, comecei a recitar versos conforme caminhava e aquilo acalmou minha alma.
CapaCapa
TextosTextos
PerfilPerfil
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
Textos


DE POSTIÇO A ALMA SALVA

Sempre deste jeito:
Eis a natureza,
p'ro céu em canteiro,
toda realeza.

Mas somos assim,
perdidos e tolos.
O natural fim
para os desconsolos.

Era preferível
manter o arvoredo,
assim comovível,
do que a morte cedo.

Mas virou papel.
P'ra nos consolar.
Deste amargo fel,
mar de desamar.

É neste vazio
que a pena desliza
Mal sabe ela... O cio
que nos minimiza...

Só que ao tirar isso,
de nós para nós,
o amor tão postiço
amarra-se em nós.

E torna-se vida
naquela folha alva,
numa alma despida
de um mundo que a salva.
Udo
Enviado por Udo em 10/02/2016
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Poeta Udo - http://www.udo.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários