Passear com Palavras em Passos de Poesias
Um dia, de repente, comecei a recitar versos conforme caminhava e aquilo acalmou minha alma.
CapaCapa
TextosTextos
PerfilPerfil
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
Textos

A RUA E O BAÚ
Por essa rua você pode se ver descendo
E encontrando todos aqueles que aparecem de repente.
Pode usar os pentes das emoções e pentear os cabelos
Enquando desce lentamente por essa rua.

Por essa rua você pode se ver com idades
Que remontam sua fase de criança ou outra fase.
E pode deixar você trazer aquela emoção guardada bem lá
E vê-la tão mais e aqui pronta a se despir.

Bem mais lá embaixo dessa rua,
Você pode se pegar sendo a criança mais bela do mundo.
E o mundo inteiro pode bordar a grandeza do seu sorriso
Num momento que nem lembrar você se lembrava mais
E talvez nem saber que isso você sabia que existiu.
É que conforme descemos a rua da vida,
Encontramos momentos encolhidinhos
Dentro do baú da esperança, saudade e da vida.
Udo
Enviado por Udo em 14/05/2008
Alterado em 14/05/2008
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Poeta Marcelo Udo - http://recantodasletras.uol.com.br/autores/udo). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários