Passear com Palavras em Passos de Poesias
Um dia, de repente, comecei a recitar versos conforme caminhava e aquilo acalmou minha alma.
CapaCapa
TextosTextos
PerfilPerfil
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
Textos


SONETO DO LICOROSO AMIGO

Não me lembro do dia, cujo gosto,
a presença marcou na caminhada,
pois em cada momento e na calada
o especial amigo vejo o rosto.

Como escriba, nos versos, em sol-posto,
o licoroso amigo, de alma dada,
ajudava nas rimas, luta e espada,
um irmão não será nunca deposto.

Eu fui programador e ele testava
cada código e falta de consenso,
irrigando o certeiro pelo imenso.

E hoje na minha vida ele inda grava
os momentos de amor a quem pertenço,
a esposa o faz, café, no amor intenso.
Udo
Enviado por Udo em 03/08/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Poeta Udo - http://udo.recantodasletras.com.br/). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários