Passear com Palavras em Passos de Poesias
Um dia, de repente, comecei a recitar versos conforme caminhava e aquilo acalmou minha alma.
CapaCapa
TextosTextos
PerfilPerfil
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
Textos


SONETO AO PAI FUNDADOR, JOSÉ BONIFÁCIO

Ele, Américo quis o Império Unido,
O Elísio¹ p'ra poesia em pátria cheio
de heroismo lutava no entremeio
de encantar o soldado², dino e crido.

E fê-lo imperador de honra munido
nesta Terra de Santa Cruz em meio
às invejas, tolices e algum freio
contra si, fundador, dom merecido.

Ei-lo homérico ao mundo assaz distante
torná-lo desdobrável e nas partes,
a ciência traçada e então formante.

Bonifácio, o patriarca! Eis o Atlante!!!
Que tanto na ciência e assim nas artes
o Império desenhou e o fez marcante.


[1] Américo Elísio, heterônimo de José Bonifácio como poeta;
[2] O Imperador D. Pedro I, também conhecido como o Rei Soldado.
Confiram os lugares onde estão exibindo o filme Bonifácio:
https://www.facebook.com/ofundadordobrasil/
Udo
Enviado por Udo em 06/07/2018
Alterado em 06/07/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Poeta Udo - http://udo.recantodasletras.com.br/). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários