Passear com Palavras em Passos de Poesias
Um dia, de repente, comecei a recitar versos conforme caminhava e aquilo acalmou minha alma.
CapaCapa
TextosTextos
PerfilPerfil
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
Textos


Então o Senhor Deus mandou ao homem um profundo sono; e enquanto ele dormia, tomou-lhe uma costela e fechou com carne o seu lugar. E da costela que tinha tomado do homem, o Senhor Deus fez uma mulher, e levou-a para junto do homem. (Gn 2, 21-22).

GÊNESIS DO AMOR
A modernidade sábia 
a costela satiriza,
aumenta o fogo da lábia
e o amor esteriliza.
É do canto da sereia
mito desde antes na mente
que o homem pode achar a teia 
ou as falas da serpente.
Pois a sombra do perdido
que esconde na escuridão
a verdade do pedido
em farelos de canção.
A serpe ri à santa sorte
de neles se achar primeiro,
luta contra eterna morte,
Luz de vida do Canteiro.
Da costela a alegoria
de dois em um plenamente,
quanta dor não haveria
Se o texto fosse a semente?
A modernidade sábia 
a costela satiriza,
aumenta o fogo da lábia
e o amor esteriliza.
Udo
Enviado por Udo em 24/06/2018
Alterado em 24/06/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Poeta Udo - http://udo.recantodasletras.com.br/). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários