Passear com Palavras em Passos de Poesias
Um dia, de repente, comecei a recitar versos conforme caminhava e aquilo acalmou minha alma.
CapaCapa
TextosTextos
PerfilPerfil
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
Textos


"Obceca o coração desse povo, ensurdece-lhe os ouvidos, fecha-lhe os olhos, de modo que não veja nada com seus olhos, não ouça com seus ouvidos, não compreenda nada com seu espírito. E não se cure de novo." (Is 6, 10).

SONETO LONGE DE LÁ EMBAIXO

Você já se pegou na solidão,
e aquela voz na mente o ensurdece?
E então, cultiva-a muda pela prece,
pondo-lhe um cobertor no coração?

Ei-lo o tramante dentro desta ação,
o vazio multiplica ali e entorpece
pouco a pouco a razão foge e emagrece,
sendo desconhecida a sua mão.

E desde os primos pais bruto combate,
que passa nesta Terra a todos nossos,
que o Céu almejam, Deus cad' alma acate.

Tenha a sonata orante qual resgate,
antes do tremer frio de duros ossos,
que cada um, por lá embaixo, não se mate.

 
Udo
Enviado por Udo em 10/06/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Poeta Udo - http://udo.recantodasletras.com.br/). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários