Passear com Palavras em Passos de Poesias
Um dia, de repente, comecei a recitar versos conforme caminhava e aquilo acalmou minha alma.
CapaCapa
TextosTextos
PerfilPerfil
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
Textos


SONETO DO FIM PROCURADO

É-me morada amor de longa data,
e assim, tirar valor de qualquer preço, 
suavizar a dor, coisas do avesso
no reviver de um pôr-do-sol, sonata.

Que alma procure cor, moldes de gesso
não aprisionem flor, arma acrobata, 
alma capitã-mor na serenata, 
que lute por calor, cada começo.

Se eu voltasse dez anos nesta luta 
levaria em nocaute este eu domando,
ao que a humanidade me foi bruta

e que a vida se aprende caminhando, 
não num tubo de ensaio sem labuta, 
mas na arte do objetivo procurando.
Udo
Enviado por Udo em 05/05/2018
Alterado em 05/05/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Poeta Udo - http://udo.recantodasletras.com.br/). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários