Passear com Palavras em Passos de Poesias
Um dia, de repente, comecei a recitar versos conforme caminhava e aquilo acalmou minha alma.
CapaCapa
TextosTextos
PerfilPerfil
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
Textos


Quanto tempo, minha vó, que saudade da senhora.
Bença e obrigado por tanta coisa que me contou e das histórias bíblicas que me deixava ler em sua casa...
Desejo a toda criança um cadinho de doçura que somente o vovô e a vovó sabem fazer e que torna o mundo um lugar próprio do amor...


SONETO DO MENINO E A AVÓ

Tem uma âncora, o brilho desta lua,
que me faz lembrar cálida presença.
Tu que eras a doçura mais sabença,
tua simplicidade inda gradua.

Dentro de mim o que eras tem pertença,
tanto que n'alma ser grato acentua
e só carinho por ti tulmutua
no menino, que aqui, ainda em ti pensa.

Como me era o café doce poema!
As histórias do povo das montanhas
e o lembrar de Deus: Fé mais que Suprema.

E como importante é de avós o Lema:
do doar às crianças as façanhas
cuja Moral maior é que o dilema.
Udo
Enviado por Udo em 26/04/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Poeta Udo - http://udo.recantodasletras.com.br/). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários