Passear com Palavras em Passos de Poesias
Um dia, de repente, comecei a recitar versos conforme caminhava e aquilo acalmou minha alma.
CapaCapa
TextosTextos
PerfilPerfil
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
Textos


Serviam de luminárias nas ruas de Roma.
Sêneca tomado por assombro escreveu à Lucílio (ep. 14 e 78) sobre cristãos:
"O ferro, as chamas, as correntes, e a multidão de animais ferozes que se saciam de entranhas humanas; as prisões, as cruzes, os potros, o gancho, o pau cravado no tronco da vítima que sai pela cabeça, os membros esquartejados, a túnica embebida e tecida de matérias inflamáveis [...]. Entre essas dores, alguns nem gemeram; mais ainda, não suplicaram; mais ainda, não responderam; mais ainda, sorriram, e sorriram de coração."

SONETO CRISTIANO E TANTO HELENO

Brota no peito a pista da doçura
e querendo se erguer de um não o sorriso,
a pureza perfuma este juízo
e encanta vida inteira sem clausura.

Os pés já têm certeza deste piso
e vencem o medo último - a fratura,
porque amor que vale é Sol e Bravura,
nesta geometria ímpar do preciso.

Governar estes mares pela vida
nos ensina a viver num céu sereno
e duelando com tudo que intimida.

E p'ra um dia quem sabe ter o aceno
que nos mostre ter feito Alta corrida:
num feito cristiano e tanto heleno.
Udo
Enviado por Udo em 31/01/2018
Alterado em 24/06/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Poeta Udo - http://udo.recantodasletras.com.br/). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários