Passear com Palavras em Passos de Poesias
Um dia, de repente, comecei a recitar versos conforme caminhava e aquilo acalmou minha alma.
CapaCapa
TextosTextos
PerfilPerfil
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
Textos


SONETO AO MAGO BRANCO

Nos saltos a rasgar prados, amando 
estes puros galopes triunfantes,
esvoaça brandamente nos instantes,
todo magicamente os abraçando.

Mago branco que em cada um vem morando
guiando nas tentativas murmurantes
de se fazer ouvir com dons amantes
a verdade da vida, namorando.

Num querer mais que tudo pela espada
no bom combate, erguê-la plenamente,
sendo sempre, assim mesmo, n'alma dada,

O Mago vai seguindo na luzente
história cristiana já fundada,
se entrega a cada dia docemente.

 
Udo
Enviado por Udo em 16/01/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Poeta Udo - http://udo.recantodasletras.com.br/). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários