Passear com Palavras em Passos de Poesias
Um dia, de repente, comecei a recitar versos conforme caminhava e aquilo acalmou minha alma.
CapaCapa
TextosTextos
PerfilPerfil
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
Textos


SONETO DAS PERGUNTAS ETERNAS

Quando vejo um lugar do meu passado
cujas falas na mente: só perguntas
e nada de encontrar-me co' elas juntas,
o Céu era o lugar, meu olhar calado.

Ali beijo o menino, que sentado,
olhando para a altura, vê disjuntas
ideias que sabia melhor conjuntas
e confuso deveras, pouco amado.

Tantas dúvidas nele que hoje sei,
tais castelos de areia destoantes,
o ver sem poder ver não saberei.

Mas co' Ele conversava consonantes
coisas que respeitavam Sua Lei...
e então hoje: Livrai-nos como errantes.
Udo
Enviado por Udo em 05/11/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Poeta Udo - http://udo.recantodasletras.com.br/). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários