Passear com Palavras em Passos de Poesias
Um dia, de repente, comecei a recitar versos conforme caminhava e aquilo acalmou minha alma.
CapaCapa
TextosTextos
PerfilPerfil
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
Textos


SONETO DAS VOZES D'ALMA

Por essa voz que timbra e sinuosa,
ao sinal de mais vida e poesia,
nas coisas simples pelo dia a dia,
retorna alta e valente e esperançosa.

É voz que chama, altiva, fia, guia...
À marca que em mim fica gloriosa
nas simples coisas: mancha tão famosa.
Que em nós, assaz aguda, vem e amplia.

Vozes de tantos "EUs" n'alma viventes,
Gritando ao mesmo tempo co' esplendor,
como se todas fossem penitentes.

Esperando viver com o penhor
De sempre estarem plenas e envolventes,
expressando o excelso, sumo amor.
Udo
Enviado por Udo em 30/10/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Poeta Udo - http://udo.recantodasletras.com.br/). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários