Passear com Palavras em Passos de Poesias
Um dia, de repente, comecei a recitar versos conforme caminhava e aquilo acalmou minha alma.
CapaCapa
TextosTextos
PerfilPerfil
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
Textos


E fiz este soneto para registrar o nascimento deste 14/09/2017 dentre tantos 14/09s que em mim existiram.

SONETO NATALIS DIES MEUS

Fica dentro da gente armazenado
em círculos e estágios tão marcantes,
de quando a luz viera como pontes
até último traço planejado.

Pois neste derradeiro passo e antes,
todos ciclos atrás: o desenhado,
cada "natalis dies meus" cantado
no profundo de mim nunca distantes.

Por belo que é não sobra desistente,
fulgura no alto fim busca sensata
em ser melhor a cada vez e crente

De que viver assim é dizer: tente!
Sem medo de enfrentar qualquer errata,
mantendo o coração forte na mente.
Udo
Enviado por Udo em 15/09/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Poeta Udo - http://www.udo.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários