Passear com Palavras em Passos de Poesias
Um dia, de repente, comecei a recitar versos conforme caminhava e aquilo acalmou minha alma.
CapaCapa
TextosTextos
PerfilPerfil
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
Textos


SONETO DO APERTAR DOS PARAFUSOS

A ligação da Terra, onde se mora,
Recordação que aflora, aquelas chuvas,
A mão que toca o cacho, descem uvas,
No olhar que envolve o charme: doura e cora.

Lembranças de menino, mãos com luvas,
Elas chegam na mente, neste agora,
Cada uma o coração pega e penhora,
Tanto lágrimas quanto guarda-chuvas.

Nas cenas, apertar uns parafusos,
Para então reviver só doutro jeito,
Que renove estes carmas tão obtusos.

Em nós conserta aquilo que foi estreito.
E renova a maneira, acerta os fusos,
Com novas cenas dignas de respeito.
Udo
Enviado por Udo em 03/09/2017
Alterado em 16/09/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Poeta Udo - http://www.udo.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários