Passear com Palavras em Passos de Poesias
Um dia, de repente, comecei a recitar versos conforme caminhava e aquilo acalmou minha alma.
CapaCapa
TextosTextos
PerfilPerfil
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
Textos


D'OUTRO LADO DO RIO

Lá d'outro lado do rio,
onde sequer estivemos,
existe um tipo de frio,
daqueles que nós perdemos.

É quando se paralisa
no tempo, a nossa noção...
Nenhum grito e nada avisa,
só o amor do coração.

Olhamos p'ra luz de cima,
Agora e na hora da morte,
que nossa mãe em doce rima
cure o invisível corte.

Dê-nos certeza da fé,
pela costura com luz,
na força de cada pé,
nesta via que conduz.

É grande enchente de treva
Mas o meu Senhor, o meu Deus,
que a tudo ergue e então eleva
cuidará sempre dos seus.

Apenas uma passagem
na via sem fim de Cristo,
sabedoria, a bagagem,
e agradecer o benquisto.

Lá d'outro lado do rio,
onde sequer estivemos,
a verdade baniu o frio,
pois sempre, sempre, os teremos.
Udo
Enviado por Udo em 12/07/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Poeta Udo - http://www.udo.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários