Passear com Palavras em Passos de Poesias
Um dia, de repente, comecei a recitar versos conforme caminhava e aquilo acalmou minha alma.
CapaCapa
TextosTextos
PerfilPerfil
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
Textos


Relembrando o povo hebreu, tantos escravos no Egito, e, também, dos primeiros escravos do Brasil, nos primeiros anos da Republiqueta de Bananas, que foram os mortos numa chacina em Canudos, Bahia, juntos de seu líder, Antônio Conselheiro.
E nós, escravos ainda dessa Republiqueta de Bananas, quase 128 anos escravos deste modelo que lá atrás já era socialista. Eis a nossa prece:


SONETO DA PRECE PELO BRASIL

E quando o povo hebreu clamou do Egito
não mais as aguentar porque sofridas
estas dores tiravam-lhes as vidas
e Moisés lhes ainda era qual mito.

Aprenderam co' o pai do Céu tal rito
de neste que José falou, cumpridas
as leis que em sua história tão despidas
mostraram-lhes do altíssimo o bendito.

E agora somos nós os brasileiros
que oramos para ti não suportar
os desmandos de tantos trambiqueiros.

E como tantos, tantos Conselheiros,
inúmeros Canudos perecer,
pelo nosso Brasil somos herdeiros.
Udo
Enviado por Udo em 21/05/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Poeta Udo - http://www.udo.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários