Passear com Palavras em Passos de Poesias
Um dia, de repente, comecei a recitar versos conforme caminhava e aquilo acalmou minha alma.
CapaCapa
TextosTextos
PerfilPerfil
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
Textos


SONETO DOS VAMPIROS REPUBLICANOS

Quase 128 anos nós temos
nosso suor roubado por ladrões.
Das bananas república p'ra anões,
que são os que cá trabalham, nada vemos.

Faz tempo que na Vera Cruz sem remos
somos um povo sem nobres canções,
pois nossas garantias são sanções
e traçam o Brasil que morreremos.

Sistema de vampiros presidentes,
com estrutura infame e tão canalha
e fazendo que o povo vá à mortalha

muito antes por estarem já carentes
de lutar sempre em bárbara fornalha
e ser eternamente uma gentalha.
Udo
Enviado por Udo em 21/04/2017
Alterado em 21/04/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Poeta Udo - http://www.udo.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários