Passear com Palavras em Passos de Poesias
Um dia, de repente, comecei a recitar versos conforme caminhava e aquilo acalmou minha alma.
CapaCapa
TextosTextos
PerfilPerfil
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
Textos


UM BEIJO VIZINHO

Neste tempo tão confuso,
mingua amor por todo lado.
Difícil é fazer uso
com o coração calado.

Pelo furto do minuto
que alcançava minha ação,
deixou de dar o seu fruto
E eu fiquei todo na mão.

Aperta este peito alado
que tem paixão por voar,
e mesmo aqui cabisbaixo,
o choro quis soluçar.

Parando, devagarinho...
A lágrima se secou,
quando seu beijo vizinho
Nos meus lábios se encantou.

Nesta hora é que sobra amor,
mas não dá para guardar,
estendo-lhe minha flor
e rezo p'ra não findar.

Nesta noite com friozinho,
um lugar melhor não há,
faço tudo por carinho
e minh'alma voará.

Neste tempo tão confuso,
mingua amor por todo lado.
Difícil é fazer uso
com o coração calado.
Udo
Enviado por Udo em 13/04/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Poeta Udo - http://www.udo.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários