Passear com Palavras em Passos de Poesias
Um dia, de repente, comecei a recitar versos conforme caminhava e aquilo acalmou minha alma.
CapaCapa
TextosTextos
PerfilPerfil
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
Textos

A RIMA DO PENSAMENTO
Meu pensamento é um pássaro endiabrado,
Corre como louco e é imaculado,
Tem loucura, altura e olhos amamentados.

Tem asas de letras, amores atados,
Nunca se deixa cair conformado,
Luta pelos ares em cima dos avarandados.

Foge das lajes dos gatos isolados,
Que o procuram apavorados,
De casa em casa em cima dos telhados.

Na louca vontade de ser tão amado,
Por muitas vezes foi muito violentado,
Mas ainda corre nos ventos apaixonados.

Em cantos, encantos por ele é cantado,
Conhecendo o mundo tão sufocado,
Mas nunca se perde dos amores alados.

Das ruas desertas, paralelepipedo pisado,
Nas flores sozinhas de amor calado,
Deseja encontrá-las para tesouros idolatrados.

Procura milhares de ilhas de lado a lado,
No encontro de uma musa de dom encantado,
Numa caleça de sonho de brilhos prateados.

Seu mar de amar tão desamparado,
Carece de palavras pois é apagado,
Mas permanece na esperança de ser esperado.

Nas praças das ruas o seu orquestrado,
No eucalipto sozinho o seu lamento abafado,
Meu pensamento é um pássaro endiabrado.
Udo
Enviado por Udo em 17/04/2007
Alterado em 18/04/2007
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Poeta Marcelo Udo - http://recantodasletras.uol.com.br/autores/udo). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários