Passear com Palavras em Passos de Poesias
Um dia, de repente, comecei a recitar versos conforme caminhava e aquilo acalmou minha alma.
CapaCapa
TextosTextos
PerfilPerfil
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
Textos


                              a Stephen Paul Adler          
     
Quando cai a noite
E essa noite anoitece na alma,
A gente fica numa quietude
E sabe que não pode ir lá para fora.

Só quando o que foi ontem, e que já foi um dia,
Retorna para gente como calma num novo hoje,
Numa estrela que revive dia-a-dia.

E nesse subir de dia
Que torna alada a alma,
A gente faz o que pode
Para viver a vida + poesia e - prosa.

Só quando bate o ponteiro, que marca o fim do dia claro,
É que volta aquela sensação de ter ido completa ou incompletamente.
Na verdade, a gente vai perfeitamente assim... Imperfeitos...
Udo
Enviado por Udo em 05/09/2011
Alterado em 05/09/2011
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Poeta Marcelo Udo - http://recantodasletras.uol.com.br/autores/udo). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários