Passear com Palavras em Passos de Poesias
Um dia, de repente, comecei a recitar versos conforme caminhava e aquilo acalmou minha alma.
CapaCapa
TextosTextos
PerfilPerfil
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
Textos

A CORRIDA DO TEMPO
A gente renasce e em outro dia se faz,
É tanta gente correndo para lá,
É uma estrada reta,
Que parece um labirinto cheio de pedras.

Um dia, um tombo e o corpo se refaz,
Não há tempo para voltar atrás,
A chuva que cai limpa as marcas dos pés,
Para ninguém copiar.

E quando se busca é uma pessoa sagaz,
Vai apanhar demais não há o que contestar,
Talvez a água da chuva limpe os ferimentos,
Que vão decerto se curar.

E o tempo se ajusta e de novo se faz
Não há mais tempo para ele ir correndo para trás
Os sapatos do tempo não sabem retornar,
Nem voltar para a vida consertar.

É na próxima ação que tudo se traz,
É lá que o conserto um tanto justo e assaz
Acontece, se a gente querendo mostrar
Para alma do mundo ele aceita aprovar.

Algum dia a gente se sente livre de fato,
E nesse momento há que se ter tato
Para sentir a graça do mundo
Espelhando você como vencedor.
Udo
Enviado por Udo em 14/09/2009
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Poeta Marcelo Udo - http://recantodasletras.uol.com.br/autores/udo). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários