Passear com Palavras em Passos de Poesias
Um dia, de repente, comecei a recitar versos conforme caminhava e aquilo acalmou minha alma.
CapaCapa
TextosTextos
PerfilPerfil
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
Textos

AS MURALHAS DE JERICÓ
É pelo seu caminho,
Que se alevantam heróis e guerreiros.
É Sansão e Judith,
É Jacó e Josué,
E foi pelos sons das trombetas,
Vindo do povo que o Senhor conduzia,
Que caíram as muralhas de Jericó.

Há pouco sai do Egito,
Mundo lindo criado para inúmeros deuses lastreados a ouro.
Onde tudo inexistia na verdade.
Mas se confundia a levar-nos ao labirinto de nossas almas.
Agora encontro-me como Josué,
Mas as muralhas são meu peito,
E as trombetas estou aprendendo a tocar.

Que o senhor me guie uma vez mais,
Para que Eu derrote eu nessa vida
E ultrapasse as muralhas de Jericó.




Udo
Enviado por Udo em 01/09/2009
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Poeta Marcelo Udo - http://recantodasletras.uol.com.br/autores/udo). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários