Passear com Palavras em Passos de Poesias
Um dia, de repente, comecei a recitar versos conforme caminhava e aquilo acalmou minha alma.
CapaCapa
TextosTextos
PerfilPerfil
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
Textos

A CHUVA LAVA, LEVA E ENLEVA NOSSOS SONHOS
A chuva hoje lava noite,
Nem se espera o que será.
Ela vai levando os montes.
Para uns é vida e para outros, açoite.

Em seus estalos a calmaria,
Para a manhã que nascerá.
O sono é mais sono com o que a chuva dá.
Só que há muitos onde não há com o que se acalmar.

Os músicos do Cordel já disseram da Chuva
Com o seu sonho de água,
Ela vem e agora me acalma,
Mas para muitos ela passa e arrasa.

Chuva com o seu dom musical,
Se apresenta no chão teatral,
Limpando todo sonho que passou.

Dando suporte ao sonho que se mantém,
Como raiz forte de árvore velha,
Ou pedaço forte de antiga telha.
Onde a chuva faz música de vai-e-vem.

Chuva, chuva, agradecimento auspicioso,
De dom divino e glorioso,
Desse som que lava o mundo
Para brotar vita em todo lugar.

A Chuva lava
E leva nossos sonhos.
A Chuva novamente lava
E enleva nossos sonhos pelo ar.
Udo
Enviado por Udo em 19/08/2009
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Poeta Marcelo Udo - http://recantodasletras.uol.com.br/autores/udo). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários