Passear com Palavras em Passos de Poesias
Um dia, de repente, comecei a recitar versos conforme caminhava e aquilo acalmou minha alma.
CapaCapa
TextosTextos
PerfilPerfil
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
Textos

AS COISAS DO MUNDO
É por mim que vai a estrada das minhas coisas a fazer
Na qual cada acontecimento é você.

É por mim que isso vá a acontecer
E na rede iluminar cada nó.

Vou chamar meu pensamento luminoso
Vaga-pensamento como pensamento-lume
E pegar um lampião de Deus e seu poder glorioso.

Ir com Dante e Virgílio na descida dos círculos infernais iluminando-o
E encontrar lá também aqueles que nem imaginava que lá estariam.

Encontrar no limbo Sócrates, Platão e Aristóteles à dialética
E inspirar-se depois de tudo ao recolher o imaginário comum.
Voltar e entender como apanhar o "golden snitch" de Harry Potter.

As coisas do mundo vão acontecendo
E as gentes dele vão criando e conduzindo
A história do mundo, que é uma linha dourada
Pintanda e brilhante no seu corredor.

A gente se olha, dá um pulo grande e se abraça,
Com o peito feliz, a gente quase se esmaga,
Pois é o brilho do mundo
Esquentando a fogueira do coração.

De um jeito ou de outro a gente se encontra
É muito melhor quando a gente se ama
As glórias do mundo são rosas brilhantes
Esperando o jardineiro pelo seu corredor.
Udo
Enviado por Udo em 16/08/2009
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Poeta Marcelo Udo - http://recantodasletras.uol.com.br/autores/udo). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários