Passear com Palavras em Passos de Poesias
Um dia, de repente, comecei a recitar versos conforme caminhava e aquilo acalmou minha alma.
CapaCapa
TextosTextos
PerfilPerfil
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
Textos

Matéria Original
A noite já chegou pela minha janela,
O samurai que defende a muralha
Já se ilumina para espantar
O que não se deve aceitar.

A cor de café forte com as estrelas
Parece o borbulhar do líquido prata
A enfeitar espumantando o aroma
Que entorpece aqueles que passam
A noite com a Noite.

Os carros lá embaixo estão envolvidos
Num sistema complexo de ir e vir,
E os olhos de quem vê tudo
Tem a sensação de ver o mundo
Com os olhos de Deus.

De repente o próprio Deus
Dentro de cada um
Bate na porta e alguns abrem.
De repente vários Deuses
Aparecem e se integram
Como o UM em Vários
Ou Vários em UM.

Só assim como um graveto
Puxado pelo tempo
Se une a sua matéria original.
Udo
Enviado por Udo em 26/05/2009
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Poeta Marcelo Udo - http://recantodasletras.uol.com.br/autores/udo). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários